Carregando...

Clínica GastroImagem - Endoscopia Digestiva em Salvador

Artigos

25/10/2016

Minha primeira colonoscopia

Sou médico há cerca de 20 anos e exerço a medicina com muita satisfação. Trabalhar para mim é uma alegria. Mas como toda rosa tem espinhos, a minha história familiar de câncer do intestino é positiva. Esta doença ceifou algumas vidas de familiares próximos como a do meu pai, avô materno, tias maternas e por isso desde muito cedo tive que estar atento aos riscos deste câncer.

Por este motivo, fiz minha primeira colonoscopia. Neste momento, deixei de ser médico para ser paciente e esta situação foi muito interessante.

Você passar para o outro lado e viver a história por outro ângulo sempre é muito enriquecedor. Principalmente no mundo moderno onde as informações técnicas são disponíveis a todos, sob várias versões. Então darei a versão da minha experiência.

Para começar, a dificuldade de marcar em um momento adequado. Demorei alguns meses, sob várias desculpas e alegações que não justificam nunca o deixar de cuidar da saúde. Nós sempre priorizamos a nossa profissão, nossos compromissos e muitas vezes não damos a devida importância à saúde.

A seguir, fazer a consulta pré-anestésica, com todos os exames de rotina, o que sem duvida aumenta muito a segurança do procedimento e tranqüiliza. Os critérios de avaliação dos riscos em anestesia estão bem solidificados.

A seguir, tive de comprar os medicamentos para o preparo do intestino, e este é um capítulo que seguramente deve ser bem esclarecido. Se o intestino não estiver limpo, ou seja, se ainda houver fezes sólidas, o exame pode ser até cancelado. Uma atenção especial deve ser dada a este item, fundamental para o sucesso do exame.

 No lúdico, a madrugada de realeza em um trono, que para minha comodidade foi no recôndito do meu lar, também é algo inimaginável. Vários episódios de eliminação do conteúdo do intestino grosso que me tiraram uma noite de sono.

Bem, finalmente,  fui ao hospital, com um acompanhante, maior de idade e disponível para todo o período. Sem o acompanhante o exame não pode ser realizado, é importante lembrar esse detalhe.

Fui encaminhado para uma sala, ainda complementei o preparo até que as fezes estivessem liquidas e claras.

Enfim fui para a sala do procedimento. E para minha surpresa, os meus amigos que cuidaram de mim, me trouxeram uma sensação interessante: segurança e tranquilidade.  Eu dormi, o exame foi realizado sob anestesia geral, com propofol  e após terminar o exame , acordei com uma sensação de que era um domingo (apesar de não ser). Sonhei muito durante o exame. Aí  caiu a ficha. Acabou o exame, alguém me falou.

“Que chato, o sono estava tão bom!” Disse eu.  Tive de acordar e encarar a realidade do resultado. Que para minha alegria foi completamente normal.

Enfim a colonoscopia em si não é um exame complicado. Mas exige seriedade no preparo, disciplina e orientação.

Fui para minha casa, sem queixas, continuei minha vida e aqui estou partilhando essa experiência  que espero ser proveitosa para o leitor.

 

Dr. Jedson dos Santos Nascimento
Mestre e Doutor em Anestesiologia
Titulo Superior de Anestesiologia – Sociedade Brasileira de Anestesiologia